COVID-19

Mais informações de segunda a sexta-feira pelo telefone (14) 3602-1790. Denúncias podem ser feitas todos os dias pelo aplicativo da ouvidoria, whatsApp e pelo Portal.


Prefeitura de Jahu > Jahu triplica o número de casos de COVID-19 em uma semana

 

 

A Prefeitura de Jahu, por meio do Decreto 7.704, de 29 de abril de 2020, acrescentou medidas de prevenção ao contágio pelo COVID-19 (Novo Coronavírus).

 

Fica vedado a permanência nas filas de espera, bem como o ingresso nas agências bancárias, casas lotéricas, supermercados e congêneres sem o uso de máscara de proteção. Os estabelecimentos citados que permitirem, pela ação ou omissão, o ingresso em suas dependências de cliente e/ou consumidor sem a máscara de proteção poderá ser multado no valor entre R$ 1.000,00 (um mil) a R$ 10.000,00 (dez mil reais). Em caso de reincidência o estabelecimento poderá ter cassada sua licença de funcionamento.

 

Além disso, passa a ser obrigatória a utilização de máscara de proteção em todos os serviços de transportes de passageiros públicos ou privados, sob pena de recusa do embarque.

 

“Temos o feriado do Dia do Trabalho (1º de Maio). Feriado Prolongado. Informo que do dia 29 de abril (quarta-feira) para hoje, quinta-feira (30 de abril), foram confirmados mais nove novos casos positivos de Coronavírus no Município. No período de 23 à 30 de abril, o número de casos aumentou de 11 para 29. Isso significa que temos que seguir as recomendações emanadas pelas autoridades sanitárias no que diz respeito a quarentena, ao distanciamento social, e, principalmente, a aglomeração. Quarentena não é férias prolongadas. Tivemos que tomar decisões duras nos últimos dias, interditando o Parque do Rio Jahu e Lago do Silvério, pois, infelizmente, verificamos no último final de semana um aumento na circulação de pessoas nos espaços públicos. Essas pessoas precisam se conscientizar que estão colocando em risco a vida delas e de centenas de pessoas. Além disso, tornamos obrigatório o uso de máscaras nas filas de bancos, em supermercados, casas lotéricas, correio, e afins. Não estamos mais permitindo o embarque de nenhuma pessoa no sistema de transporte coletivo sem o uso de máscaras de proteção. Estamos tomando medidas duras em virtude de uma minoria que insiste em não compreender a gravidade da situação. Se esses comportamentos não mudarem, corremos o risco de perder todo o trabalho até agora satisfatório que a Prefeitura e a maioria da população estão realizando para que possamos ter resultados melhores do que em outros Municípios. Todo o trabalho que a Prefeitura fez para dobrar o número de leitos de UTI, para aumentar o número de leitos de enfermaria na Santa Casa, para diminuir a porcentagem de ocupação na unidade de terapia intensiva, para ter mais leitos no caso de uma escalada no número de casos pode ser em vão se algumas pessoas continuarem se comportando como estavam se comportando até os últimos dias. É uma questão de conscientização. O direito de uma pessoa termina sempre quando começa o da outra. A partir do momento que você coloca a saúde de uma cidade inteira em risco por conta de uma atitude irresponsável, isso não é um direito. Direito de ir e vir todo mundo tem, mas, em meio a uma epidemia, é preciso que todo mundo compreenda que a saúde de todos está acima do direito individual de uma pessoa. Em uma semana, tivemos quase três vezes mais casos em nossa cidade. Não podemos dar essa chance ao vírus. Resistam a tentação de sair. Nao é porque vínhamos registrando números satisfatórios que podemos seguir a vida normalmente. Faço esse apelo em nome de toda população jauense, em nome dos nossos profissionais de saúde que estão arriscando suas vidas para atender a população, em nome dos nossos idosos, dos nossos pais, nossos avós: vamos respeitar e compreender que quarentena não é férias. Conto com vocês”, reforça o prefeito Rafael Agostini.

 

Leia o decreto na íntegra:

http://leis.jau.sp.gov.br/DECRETOS/2020/88994520854954863960_7683.pdf

Tags

COMPARTILHAR