COVID-19

Mais informações de segunda a sexta-feira pelo telefone (14) 3602-1790. Denúncias podem ser feitas todos os dias pelo aplicativo da ouvidoria, whatsApp e pelo Portal.


Prefeitura de Jahu > Secretaria de Saúde pede atenção aos pais sobre vacinação contra Pólio e Sarampo

A Prefeitura de Jahu, por meio da Secretaria de Saúde e Departamento de Vigilância Epidemiológica, solicita aos pais e/ou responsáveis que não levaram seus filhos de 01 a 05 anos incompletos para receberem a dose da vacina contra a Poliomielite (paralisia infantil) e contra o Sarampo que compareçam à unidade de saúde mais próxima de sua reidência de segunda à sexta-feira, das 7h Às 17h, portando a carteira de vacinação para que as crianças recebam a vacina.

Segundo o Departamento de Vigilância Epidemiológica, em Jahu, até o dia 27 de setembro (quinta-feira), foram aplicadas 5.599 doses da vacina contra o sarampo (cobertura vacinal de 84,33%) e 5.667 doses da vacina contra a poliomielite (cobertura vacinal de 85,36%). “O principal método de prevenção e ficar livre das doenças é a imunização. É o método mais eficaz e mais correto para proteção definitiva ”, reforça Leila Garcia Rossi, diretora da Vigilância Epidemiológica.

A poliomielite é uma doença infectocontagiosa viral aguda, caracterizada por um quadro de paralisia flácida, de início súbito, atingindo geralmente membros inferiores. A transmissão ocorre por contato direto pessoa a pessoa, pela via fecal-oral (mais frequentemente), por objetos, alimentos e água contaminados com fezes de doentes ou portadores, ou pela via oral-oral, através de gotículas de secreções da orofaringe (ao falar, tossir ou espirrar). A falta de saneamento, as más condições habitacionais e a higiene pessoal precária constituem fatores que favorecem a transmissão do poliovírus. O último caso de poliomielite no Brasil ocorreu em 1989, e desde 1990 não são registrados casos da doença, que é grave e foi responsável por danos irreversíveis para milhares de crianças no mundo. As ações de prevenção e controle, em especial a vacinação, contribuíram para que, em 1994, o país recebesse da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) a Certificação de área livre de circulação do poliovírus selvagem do seu território, juntamente com os demais países das Américas.

O sarampo é uma doença viral aguda, altamente contagiosa, que cursa com febre, tosse, coriza, conjuntivite e exantema maculopapular. A transmissão do vírus do sarampo é direta, de pessoa a pessoa, por meio das secreções nasofaríngeas expelidas pelo doente. O período de incubação é de uma a duas semanas. O período de transmissibilidade inicia-se cerca de cinco dias antes do exantema e dura até cerca de cinco dias após seu aparecimento. O Brasil recebeu a certificação de eliminação do sarampo em 2016. No entanto, o sarampo é endêmico em vários países (Europa, África e Ásia), existindo, desta maneira, o risco de importação para o Brasil.

Tags

COMPARTILHAR