INSERT command denied to user 'jaudb'@'localhost' for table 'ESTATISTICA_NOTICIA'UPDATE command denied to user 'jaudb'@'localhost' for table 'ESTATISTICA_NOTICIA' Prefeitura Municipal de Jahu

Jaú, Domingo - 22/04/2018

..........................

Janeiro Roxo: Saúde mobiliza população no combate à hanseníase

 Até 31 de janeiro, Dia Mundial de Luta Contra a Hanseníase, a Prefeitura de Jahu, por meio do Departamento de Vigilância Epidemiológica, vinculado à Secretaria de Saúde, participa da campanha  “Todos contra a Hanseníase”, realizando exames dermatoneurológicos, distribuição de material de divulgação e orientação da população sobre a doença, além  de busca ativa de casos novos. “Manchas brancas ou avermelhadas na pele com perda de sensibilidade são sinais da hanseníase. A prevenção da hanseníase é realizada durante todo o ano, porém, em janeiro, é propagada em todo o País a campanha ‘Todos Contra a Hanseníase’, criada pela Sociedade Brasileira de Hansenologia (SBH). O objetivo é alertar a sociedade civil sobre os sinais e sintomas da hanseníase e incentivar a procura pelos serviços de saúde, mobilizar os profissionais de saúde quanto à busca ativa de casos novos e exame de contatos, visando interromper a cadeia de transmissão de forma precoce e oportuna”, afirma Katiane Patricia Ferreira Souto, da Vigilância Epidemiológica.


Ainda conforme Katiane, atualmente o Município conta com quatro casos em tratamento. “Em 2017, foram três casos novos, e quatro pacientes com alta médica. No ano passado, de forma geral,  oito pacientes passaram por tratamento. Nesse ano, já foi detectado um novo caso”. 

A hanseníase é uma doença infecciosa, contagiosa, causada pelo bacilo de Hansen (Mycobacterium leprae). Não é hereditária. A transmissão se dá entre pessoas. Uma pessoa doente que apresenta a forma infectante da doença (multibacilar – MB), estando sem tratamento, elimina o bacilo pelas vias respiratórias (secreções nasais, tosses, espirros), podendo assim transmiti-lo para outras pessoas suscetíveis. O contato direto e prolongado com a pessoa doente em ambiente fechado, com pouca ventilação e ausência de luz solar, aumenta a chance da pessoa se infectar. A sua evolução apresenta múltiplas manifestações clínicas e se exterioriza, principalmente por lesões dos nervos periféricos e lesões cutâneas. Assim que a pessoa doente começa o tratamento deixa de transmitir a doença.
 

O tratamento para hanseníase é gratuito e oferecido na rede básica do Sistema Único de Saúde (SUS). Em Jahu, os interessados devem procurar o Ambulatório de Especialidades de Hanseníase localizado junto ao Núcleo de Gestão Assistencial (NGA), situado à Rua Sebastião Toledo de Barros, 269 . Quanto mais cedo o diagnóstico, mais rápida é a cura. 
 
 

Seja o primeiro a comentar esta notícia

Prefeitura Municipal de Jahu - Rua Paissandu, 444 - Centro - CEP: 17201-900 - Telefone: (14) 3602-1777

© Todos os direitos reservados - Prefeitura Municipal de Jahu | BiG DESiGNER