Jaú, Sexta-Feira - 28/04/2017

..........................

Prefeitura realiza campanha de combate à hanseníase e à tuberculose

 

 

Haverá palestra sobre sintomas e tratamento da hanseníase no Ambulatório de Especialidades e distribuição de folders e orientações nas unidades básicas de saúde

A Prefeitura de Jahu, por meio do Departamento de Vigilância Epidemiológica, vinculado à Secretaria de Saúde, realiza duas campanhas simultâneas neste mês de novembro. Uma delas é de combate à hanseníase, a ser desenvolvidas nas unidades básicas de saúde (UBS) e no Ambulatório de Especialidades na segunda quinzena de novembro; e a Campanha de Intensificação de Busca Ativa de Sintomáticos Respiratórios (tuberculose).

 

A enfermeira Ruth Elisabete Grossi informa que equipe da Vigilância Epidemiológica vai distribuir material com informações nos postos de saúde para orientar a população sobre os sintomas e a formas de tratamento da hanseníase. Paralelamente, profissionais da saúde do Ambulatório de Especialidades (antigo NGA e SUS) farão palestras às 10h na sala de espera da unidade de saúde.

Hanseníase - “O Município de Jahu vai realizar a campanha de combate à hanseníase na segunda quinzena de novembro (a partir do dia 16). O objetivo é realizar nas UBS a distribuição de folhetos e dar orientações às pessoas. E no Ambulatório de Especialidades vamos realizar palestras às 10h. Quem tiver alguma dúvida sobre a doença podem procurar os profissionais da saúde das unidades”, diz Bete.

 

Segundo ela, “a hanseníase é uma doença contagiosa, que passa de pessoa para pessoa através do ar. Os sintomas mais conhecidos são manchas esbranquiçadas ou amarronzadas em qualquer parte do corpo e também falta de sensibilidade e queda de pelos nessas manchas”. Ela destaca que o tratamento é de graça. “É um direito de todo cidadão e está disponível gratuitamente no Ambulatório de Especialidades Dr. Edwin Benedito Montenegro.”

Tuberculose – Em relação à Campanha de Intensificação de Busca Ativa de Sintomáticos Respiratórios (tuberculose), a enfermeira Ruth Elisabete Grossi diz que o trabalho de detecção de casos de tuberculose é permanente nas unidades básicas. Agora, o que está em andamento, é uma intensificação.

 

Esse serviço já existe na rede, e as unidades encaminham os casos para o Ambulatório de Especialidades. Essa busca consiste em encontrar pessoas que têm tosse há mais de três semanas. Elas devem procurar os postos de saúde para realizar exames e, se necessário, fazer o tratamento. O tratamento é gratuito e dura seis meses.” Segundo a enfermeira, muitas pessoas que inicial o tratamento e notam algum melhora acabam interrompendo antes dos seis meses, o que não conclui o ciclo necessário para eliminar a doença. A tuberculose tem cura e tratá-la é de graça.


CASOS DE TUBERCULOSE NO MUNICÍPIO DE JAHU

JANEIRO A DEZEMBRO - 2015

41 CASOS


JANEIRO A OUTUBRO - 2016

21 CASOS


CASOS DE HANSENÍASE NO MUNICÍPIO DE JAHU


JANEIRO A DEZEMBRO - 2015

8 CASOS ( 6 CASOS DE RECIDIVA)


JANEIRO A OUTUBRO – 2016

4 CASOS



 

SAIBA MAIS


 

HANSENÍASE

É uma doença contagiosa, que passa de uma pessoa doente, que não esteja em tratamento, para outra. • Demora de 2 a 5 anos, em geral, para aparecerem os primeiros sintomas.

Apresenta sinais e sintomas dermatológicos e neurológicos que facilitam o diagnóstico. Pode atingir crianças, adultos e idosos de todas as classes sociais, desde que tenham um contato intenso e prolongado com o bacilo. Instala-se principalmente nos nervos e na pele. Pode causar incapacidades/deformidades, quando não tratada ou tratada tardiamente.

Os sinais e sintomas mais freqüentes da hanseníase são manchas e áreas da pele com diminuição de sensibilidade térmica (ao calor e ao frio), tátil (ao tato) e à dor, que podem estar em qualquer parte do corpo, principalmente nas extremidades das mãos e dos pés, na face, nas orelhas, no tronco, nas nádegas e nas pernas.


SINAIS E SINTOMAS


-Uma ou mais manchas esbranquiçadas, avermelhadas ou amarronzadas em qualquer parte do corpo.

- Área de pele seca e com falta de suor.

- Área da pele com queda de pêlos, inclusive nas sobrancelhas

- Úlceras de pernas e pés. • Caroços no corpo, em alguns casos avermelhados e dolorosos

- Área da pele com perda ou ausência de sensibilidade (não sente ao tocar). • Área da pele com parestesias (sensação de formigamento) ou diminuição da sensibilidade ao calor, à dor e ao tato. A pessoa se queima ou se machuca sem perceber

- Dor e sensação de choque, fisgadas e agulhadas ao longo dos nervos dos braços, das pernas e dos pés, inchaço de mãos e pés.

 

- Diminuição da força dos mÚsculos das mãos, pés e face devido à inflamação de nervos, que nesses casos podem estar engrossados e doloridos, a exemplo de pessoas que não conseguem mais segurar uma panela, uma sombrinha, um jovem que não consegue chutar uma bola, uma criança que não consegue empinar uma pipa, por exempço.


 

Modo de Transmissão:

- O bacilo penetra através das vias respiratórias, percorre o organismo e se instala, preferencialmente, nos nervos periféricos e na pele. O bacilo tem uma reprodução lenta.


 

- O tratamento é um direito de todo cidadão e está disponível gratuitamente, no Ambulatório de Especialidades Dr. Edwin Benedito Montenegro.


  •  

    Tem cura


 

SAIBA MAIS


 

TUBERCULOSE


A tuberculose é uma doença contagiosa, quer dizer, que passa de uma pessoa para outra, que atinge principalmente os pulmões, mas pode ocorrer em outras partes do nosso corpo, como nos gânglios, rins, ossos, intestinos e meninges.

A transmissão da tuberculose se da pelo ar, quando o doente com a doença no pulmão tosse, fala ou espirra ele espalha no ar gotas pequenas, mas muito pequenas mesmo com o micróbio da TB. Outros sintomas são: febre (mais freqüente ao entardecer), suores noturnos, falta de apetite, emagrecimento e cansaço fácil. O doente pode apresentar todos esses sintomas, mas pode ter somente uma tosse que às vezes até passa desapercebida. Muitas vezes as pessoas pensam que sua tosse é "comum", porque são fumantes, ou que é uma bronquite ou gripe mal curada, e não dão importância.

 

Todo paciente com tuberculose pode ser curado, desde que siga corretamente as orientações do médico e dos demais profissionais de saúde responsáveis pelo acompanhamento.


Tratamento:

 

- O tratamento da tuberculose é, em geral, seis meses. os remédios da tuberculose são distribuídos gratuitamente. Muitas vezes, o paciente melhora após um mês de tratamento (desaparece a febre, melhora o apetite, há ganho de peso) e abandona o tratamento. Isto está totalmente errado, porque o tratamento dura 6 meses.

- O tratamento é gratuito e tem cura.

Seja o primeiro a comentar esta notícia

Prefeitura Municipal de Jahu - Rua Paissandu, 444 - Centro - CEP: 17201-900 - Telefone: (14) 3602-1777

© Todos os direitos reservados - Prefeitura Municipal de Jahu | BiG DESiGNER