Jaú, Sexta-Feira - 28/07/2017

..........................

Após retomada em 2015, tênis de mesa busca novos parceiros

REPRODUÇÃO DO JORNAL COMÉRCIO DO JAHU DE 27/12/2015




Depois de dois anos fora de competições importantes, a Associação Jauense de Tênis de Mesa (AJTM), em parceria com a Secretaria de Esportes de Jaú, teve em 2015 um recomeço. A equipe local voltou a se destacar nas disputas regionais, estaduais e nacionais. Dentre as modalidades de Jaú, o tênis de mesa foi a que obteve o maior número de resultados em torneios pelo País afora.

Conforme balanço feito pelo comando da AJTM, a pedido do Comércio, a temporada que se encerra foi de muito trabalho e superação, em que pese a recorrente falta de recursos e os mesa-tenistas lesionados, que não puderam competir. Apesar disso, o tênis de mesa jauense teve vários atletas de diferentes faixas etárias conquistando pódios, medalhas e troféus para o Município em Copas Brasil e Campeonatos Brasileiros, os principais torneios realizados pela Confederação Brasileira de Tênis de Mesa (CBTM) (veja quadro).

Além disso, a boa notícia para a modalidade é que os parceiros atuais – Escola NIE, Academia Varf, Big Designer e governo municipal – continuarão com o suporte na próxima temporada. O desafio agora será aumentar o número de colaboradores para 2016. “A AJTM, em mais algumas reuniões agendadas para o início do próximo ano, deve buscar novas parcerias e condições melhores nas já existentes”, divulgou a entidade esportiva.

 

Formação

Tudo começou a ficar mais alentador em abril deste ano, quando a Secretaria de Esportes de Jaú anunciou a retomada da escolinha de iniciação esportiva e da equipe oficial de tênis de mesa do Município. 


Essa parceria com a AJTM garantiu ao menos uma centena de vagas para que crianças e adolescentes de 7 a 14 anos de idade possam praticar o esporte em Jaú. 


Os interessados devem procurar o local de treinamento da associação, no ginásio de esportes do Núcleo de Interação Educativa (NIE), que é parceira dos mesa-tenistas e onde já funciona um polo de treinamento da modalidade. É daí que sairão os futuros campeões.

O começo

 Antes de a AJTM surgir, o tênis de mesa em Jaú já havia conquistado resultados expressivos, mas não tinha uma entidade que o representasse. A fundação ocorreu em 1º de agosto de 2006, com sede na Rua Rangel Pestana (onde funciona a Legião Mirim). 


Neste mesmo local, começaram a ser ministradas as primeiras aulas e os primeiros treinamentos desse esporte na cidade (Ricardo Recchia/Comércio do Jahu)

 

 

Daniela Bassi

 

Uma história de respeito e de vitórias

“O tênis de mesa de Jaú vem de uma história de vitórias e de respeito no cenário da modalidade. Este ano foi muito positivo, mais um ano de excelentes resultados para a modalidade e para a cidade de Jaú.” É assim que a coordenadora, treinadora e atleta Daniela Bassi resume a temporada 2015 do esporte no Município.

Dani Bassi, como é mais conhecida, praticamente “respira” tênis de mesa. Natural de Santa Mariana (PR), ela escolheu Jaú para ajudar a desenvolver o esporte antes chamado de “pingue-pongue”. Dani recebeu o convite para trabalhar na AJTM na formação da base. Um tempo depois, já era a responsável pela modalidade na cidade. 

Em seu currículo, estão as convocações de jauenses para a seleção brasileira (pré-mirim), de intercâmbio (China, Japão e México) e a revelação do paratleta Paulo Salmin – ouro no Parapan de Toronto-2015, um dos melhores do mundo em sua categoria e um dos favoritos para a Paralimpíada de 2016, no Rio de Janeiro.

“Espero que em 2016 consigamos realizar também uma ótima campanha. Jaú é uma cidade privilegiada, há muitos talentos, é preciso mais incentivo e investimentos”, pondera Dani Bassi. (Ricardo Recchia)

Seja o primeiro a comentar esta notícia

Prefeitura Municipal de Jahu - Rua Paissandu, 444 - Centro - CEP: 17201-900 - Telefone: (14) 3602-1777

© Todos os direitos reservados - Prefeitura Municipal de Jahu | BiG DESiGNER