Jaú, Sexta-Feira - 24/11/2017

..........................

Festival de Inverno dedica semana a artes cênicas e corporais

Nesta quarta-feira tem o teatro “Tô Índio no Circo” com a Cia Furunfunfun de Circo e Teatro, prossegue na quinta com Show de Improviso de Marcio Ballas e chega à sexta com dança Frida


A Prefeitura de Jahu, por meio da Secretaria de Cultura e Turismo, reservou esta semana para as artes cênicas e corporais no Festival de Inverno de Jahu. Tem workshop de improvisação e de dança e apresentações de teatro, de show de improviso e de danças entre os dias 15 e 17 (quarta a sexta-feira), isso sem contar os eventos de sábado e domingo. Todas as atrações do Festival de Inverno de Jahu são de graça.

 

Gerente da Secretaria de Cultura, Jeferson Miranda, fala das atrações. “Começamos nesta semana mais um fase do Festival de Inverno. Essa semana é dedicada às artes cênicas e corporais, como circo, teatro e dança. Na quarta teremos o espetáculo Tô Índio no Circo, às 20h30 no teatro. É um espetáculo que foi muito elogiado pela crítica paulistana. Vale a pena conferir. Na quinta-feira receberemos o grande nome do improviso e da comédia, o artista Márcio Ballas, que vem para uma oficina de improvisação – técnica usada por atores em qualquer tipo de espetáculo. Hoje, já tem espetáculos com formatos próprios, com textos e personagens criados na hora na forma de improviso. Márcio Ballas passou por TV, teatro e estará presente em Jaú para o workshop das 17h30 no teatro (vagas já encerradas). O público poderá conferir o resultado das oficinas após as 21h no próprio teatro.”

 

Ele fala sobre a noite de sexta-feira: “Na sexta-feira teremos o workshop de dança com bailarinos e dançarinos de Jaú e região. Sivaldo Camargo, de Bauru, vai ministrar essa oficina. Ele tem histórico bacana na direção de teatro e na área de dança. Ele vai ministrar o workshop de balé clássico (restam poucas vagas). O trabalho voltado para os bailarinos será exposto para a população à noite no espetáculo Frida, a partir das 20h30 no teatro.”


 

15 de julho - Quarta-feira

 

Teatro Municipal - 20h30

 

Cia Furunfunfun de Circo e Teatro (SP)

 

Tô Índio no Circo (Circo/Teatro)


 

Tô Índio no Circo é uma releitura circense de O Guarani, de José de Alencar. A linda donzela Ceci, filha de D. Antônio, e sua amiga índia, Potira, são salvas de uma onça pelo valente índio Peri e se apaixonam por ele, que se vê dividido entre o amor das duas. O invejoso capataz Loredano planeja roubar o tesouro de D. Antônio “o Extrato da Biodiversidade Brasílica” e raptar Ceci, por quem é apaixonado. Alia-se, então, ao Cacique Aimoré, um terrível canibal, a fim de levar a cabo seu plano maligno.

 

Além dos famosos Ceci e Peri, o espetáculo apresenta uma nova personagem, Potira, uma jovem índia, que também se apaixona por Peri. Pelos costumes indígenas Peri poderia se casar com as duas donzelas, algo inadmissível para os portugueses. Peri se vê então no dilema de ter que escolher entre sua própria cultura e a cultura europeia. Há também o cobiçado tesouro de D Antônio, que, ao contrário do ouro e prata das versões anteriores é aqui o Extrato da Biodiversidade Brasílica, um elixir miraculoso poderosíssimo. Os momentos mais absurdos e engraçados ficam por conta do invejoso arquivilão Loredano, capataz de D. Antônio, que pretende roubar o extrato e raptar Ceci por quem é perdidamente apaixonado. São abordados, com muita irreverência e bom humor, temas contemporâneos como a biodiversidade, a ética e o convívio entre diferentes culturas.


 

16 de julho - Quinta-feira

 

Teatro Municipal - 17h30

 

Workshop de Improviso Teatral

 

Marcio Ballas

 

O improviso feito em grupo só da certo se todos participantes caminharem na mesma direção e compreenderem os princípios de como trabalhar em grupo e aceitar ideias alheias. Nesta integração, os participantes são estimulados a criar de maneira coletiva, de forma que a dependência do outro seja fundamental para a realização dos objetivos.

 

A partir do improviso, os participantes serão envolvidos em uma série de dinâmicas e jogos nos quais, em conjunto, irão criar, contar e interpretar histórias coletivas, construir imagens utilizando a si e a seus colegas, realizar e imitar os movimentos uns dos outros. Dentro desse ambiente lúdico e de aparente descontração serão trabalhado os conceitos de interdependência, sinergia e como trabalhar e criar coletivamente. Além de conhecerem seus colegas e sua equipe de um outro ponto de vista. No final acontece o debriefing para comentar e explicar o conteúdo por trás dos jogos escolhidos.


 

Marcio Ballas

 

Formado em Paris onde viveu por 3 anos pesquisando a arte do palhaço com Jacques Lecoq e Philippe Gaulier. Formou-se no “Institute Relationnel” na Bélgica. Foi um dos “Palhaços Sem Fronteiras” franceses com quem fez expedições para Madagascar (África) e para campos de refugiados, durante a guerra do Kosovo. Foi integrante dos “Doutores da Alegria”. Um dos criadores do “Jogando no Quintal” espetáculo de improvisação que acontece há 7 anos em SP e foi visto por mais de 200 mil pessoas. Orientador artístico do espetáculo “Improvável”, visto por mais de 100 milhões de pessoas na Internet. Apresentador do programa “É tudo Improviso” na Band. Realizou workshops in company para empresas como: Embraer, Unibanco, Votorantim, CVRD, Andrade Gutierrez, Natura, Unilever , Siemens entre outras. Formado em Marketing pela ESPM e pós graduação em Psicodrama pela PUC.


 

Teatro Municipal - 21h

 

Show de Improviso

 

Marcio Ballas/Exilados/Epifania

 

Após os trabalhos realizados durante o workshop haverá uma canja aberta para o público em geral onde os participantes do workshop demonstrarão a técnica trabalhada e os resultados das oficinas ministradas durante o dia. Os grupos jauenses: Exilados e Epifania comandarão a canja que terá a supervisão de Marcio Ballas.


 

17 de julho - Sexta-feira

 

Teatro Municipal - 15h

 

Workshop de Ballet Clássico

 

Sivaldo Camargo (Cia. Estável de Dança de Bauru)

 

Nesta sexta-feira (17) os bailarinos e dançarinos da cidade de Jaú e toda a região se reúnem no Teatro Municipal Elza Munerato, a partir das 15h, para uma verdadeira imersão técnica. Em foco está o ballet clássico e o contemporâneo a partir dos estudos e vivências de Sivaldo Camargo, diretor e coordenador da Cia. Estável de Dança de Bauru.


 

SIVALDO CAMARGO

 

Agente cultural radicado em Bauru tem histórico de direção teatral e de profundos estudos na área de dança. Figura expoente num nicho quase exclusivo feminino, soube se sobressair e além da eficiência, virou mestre no ensino dessa arte. Vivendo dentro da efervescência política, sempre que cobrado sobre seu posicionamento, diz resoluto: "Sou libertário, anarquista convicto e não assino ficha nenhuma. Me deixe fora dessa". Seu outro lado, o técnico pode ser mostrado nos 4 anos onde esteve atuando como Diretor de Ação Cultural na Secretaria Municipal de Cultura. Foi, sem sombras de dúvidas, os anos mais ricos de amostragem cultural nos espaços públicos de Bauru, com todos eles ocupados com uma grande variedade de atividades. Trabalhou numa época de vacas magras e sua maior virtude foi conseguir trazer de tudo, sem grandes recursos públicos. Com contatos em todas as áreas culturais e conhecendo muita gente do meio, a saudade bate em todos os envolvidos com Cultura na cidade. Atuou também como professor na UNESP de Assis.

 

Workshop

 

As inscrições ainda estão abertas, restando algumas vagas, podem ser feitas na Secretaria de Cultura e Turismo, rua Tenente Lopes 350, das 9h as 16h. A participação é gratuita. Maiores informações pelo telefone 3602-4777


 

Teatro Municipal - 20h30

 

Cia. Estável de Dança de Bauru

 

Espetáculo de Dança: Frida

 

A Companhia Estável de Dança de Bauru (SP) existe a quatro anos e pela terceira vez se apresenta em nossa cidade. Para o público amante da dança o Grupo traz para Jahu nesta sexta-feira (17), às 20h30, no Teatro Municipal Elza Munerato a apresentação do espetáculo “Frida”.

 

Com um grupo composto por nove bailarinas, a Companhia Estável de Dança contará a história da artista plástica Frida Kahlo em detalhes. Segundo Sivaldo Camargo seu coordenador e diretor “Nós estudamos muitos símbolos para que fossem representados nas coreografias. Por exemplo, tem uma em que as bailarinas dançam com um pé do sapato, que representa quando Frida sofreu um acidente e ficou manca de uma perna”, As coreografias são de Arilton Assunção e somam o espetáculo de aproximadamente 50 minutos de duração.

 

Com objetivo de despertar nos jovens o gosto, a sensibilidade e a prática da dança,  o espetáculo também busca democratizar o acesso ao ensino da dança na cidade ao integrar a participação de artistas de dança da cidade.

 

O grupo conta com onze bailarinas, com idades entre 14 e 21 anos. O elenco cumpre jornada de 20 horas semanais de estudos práticos e ensaios, sob coordenação do professor Sivaldo Camargo.

 

Frida Kahlo

 

Foi uma das personagens mais marcantes da história do México. Patriota declarada, comunista e revolucionária Frida Kahlo, como ficou conhecida, teve uma vida de superações e sofrimentos que refletidos em sua obra a tornaram uma das maiores pintoras do século.

 

Nascida em 6 de julho de 1907 em Coyoacan, México, filha do famoso fotógrafo judeu-alemão Guillermo Kahlo e de Matilde Calderon y Gonzales, mestiça, Frida sempre foi apaixonada pela cultura de seu país e adorava tudo que remetesse às tradições mexicanas. Fato que ela sempre fazia questão de demonstrar em sua maneira de se vestir e em seu trabalho ao incluir elementos da cultura popular.

Em seu diário, publicado em 1995 e traduzido para diversas línguas, e em sua autobiografia publicada em 1953, Frida deixou registradas suas dores e sobretudo suas frustrações pela infidelidade do marido, por quem era extremamente apaixonada, e pela impossibilidade de ter filhos. Toda sua obra, constituída majoritariamente por auto-retratos reflete essa condição.



 

PROGRAMAÇÃO DO FESTIVAL DE INVERNO


 

15 de julho - Quarta-feira

 

Cinema Municipal – 20h

 

Festival de Animações Curtas


 

Teatro Municipal – 20h30

 

CIA FURUNFUNFUN DE CIRCO E TEATRO (SP)

 

TO ÍNDIO NO CIRCO (CIRCO/TEATRO)


 

16 de julho - Quinta-feira

 

Teatro Municipal – 17h30

 

 

Workshop de Improviso Teatral

 

Marcio Ballas


 

Teatro Municipal – 21h

 

 

Show de Improviso

 

 

Marcio Ballas/Exilados/Epifania

 


 

17 de julho - Sexta-feira

 

Teatro Municipal – 15h

 

 

Workshop de Ballet Clássico

 

 

Sinvaldo Camargo (Cia. Estável de Dança de Bauru)

 


 

Teatro Municipal – 20h30

 

 

Cia. Estável de Dança de Bauru

 

 

Frida

 


 

18 de julho – Sábado

 

Caçambaria Espaço Arte – 14h

 

 

Viva! Frida

 

 

Frida Khalo além da modinha

 


 

Teatro Municipal – 20h30

 

 

Grupo Teatral Epifania (Jaú)

 

 

O Santo e a Porca (comédia)

 


 

19 de julho – Domingo

 

Teatro Municipal – 20h30

 

 

Deu Ruim – Stand-up e Improviso

 


 

Praça Siqueira Campos – 20h30

 

 

BANDA CARLOS GOMES


 

20 de julho – Segunda-feira

 

Cinema Municipal – 20h

 

Festival de Animações Curtas


 

21 de julho – Terça-feira

 

Cinema Municipal – 20h

 

Festival de Animações Curtas


 

Pizzaria Fornalha – 20h

 

 

Exposição Fotográfica: História do Futebol em Jaú

 


 

Teatro Municipal – 20h30

 

 

Magali Soave e Grupo Alma Brasileira

 

 

Mulheres do Brasil

 


 

22 de julho - Quarta-feira

 

Cinema Municipal – 20h

 

Festival de Animações Curtas


 

Museu Municipal – 20h30

 

Noite da Saudade com os Menestréis


 

23 de julho – Quinta-feira

 

Teatro Municipal – 20h30

 

Giovani Costa Quarteto e convidados


 

24 de julho – Sexta-feira

 

Teatro Municipal – 20h30

 

 

Noite do Intérprete Jauense

 


 

25 de julho – Sábado

 

Estação Cultura – 17h

 

 

Chorando a Vontade com: Chovendo na Roseira (Jaú), Bom Tempo (Bauru), Quarteto Café (Araraquara)

 


 

26 de julho – Domingo

 

Teatro Municipal – 20h30

 

 

Banda Musical Municipal de Dois Córregos

 


 

27 de julho – Segunda-feira

 

Cinema Municipal – 20h

 

Festival de Animações Curtas


 

Teatro Municipal – 20h30

 

 

Quinteto de Metais “Mais que 4”

 


 

28 de Julho – Terça-feira

 

Cinema Municipal – 20h

 

Festival de Animações Curtas


 

Senac – 19h

 

 

Palestra de Fotografia com Cristiano Mascaro

 


 

Teatro Municipal – 20h30

 

 

ORQUESTRA SINFÔNICA DE CATANDUVA


 

29 de julho – Quarta-feira

 

Secretaria de Cultura – 14h

 

 

Oficina de Ilustração e Criatividade com Jozz

 


 

Cinema Municipal – 20h

 

Festival de Animações Curtas


 

Teatro Municipal – 20h30

 

Jovens Concertistas Jauenses

 

João Gustavo Rangel (piano)

 

 

Christiane Napoleão (violão clássico)

 


 

30 de julho – Quinta-feira

 

Secretaria de Cultura – 14h

 

 

Oficina de Ilustração e Criatividade com Jozz

 


 

Anfiteatro do Senac – 19h30

 

 

Mesa-Redonda: 100 Anos de Villa Nova Artigas

 


 

Teatro Municipal – 20h30

 

 

ORQUESTRA SINFÔNICA DA UNIARA (ARARAQUARA)


 

31 de julho – Sexta-feira

 

Secretaria de Cultura – 14h

 

 

Oficina de Ilustração e Criatividade com Jozz

 


 

Teatro Municipal – 20h30

 

 

BANDA SINFÔNICA DE INDAIATUBA


 

1 de Agosto – Sábado

 

Teatro Municipal – 20h30

 

 

Projeto Guri - Grupo de Referência de Cordas Friccionadas de SJRP

 


 

Distrito de Potunduva – 20h

 

 

Reis do Baião

&nbs

Seja o primeiro a comentar esta notícia

Prefeitura Municipal de Jahu - Rua Paissandu, 444 - Centro - CEP: 17201-900 - Telefone: (14) 3602-1777

© Todos os direitos reservados - Prefeitura Municipal de Jahu | BiG DESiGNER