Jaú, Quarta-Feira - 20/09/2017

..........................

Prefeitura apresenta diagnóstico do Programa Brasil Próximo

Especialistas apontam problemas do setor calçadista, bem como diretrizes a serem tomadas pelo setor e pelo poder público, como a criação de incubadoras de empresas

 

A Prefeitura de Jahu, por meio da Secretaria de Desenvolvimento, Trabalho e Agronegócio (SDTA), realizou entrevista coletiva nesta quarta-feira (21/05), no Salão Nobre, para apresentar o relatório das atividades do Programa Brasil Próximo. O prefeito Rafael Agostini e coordenadores do Brasil Próximo falaram sobre o programa, tornando público o diagnóstico da indústria calçadista e as sugestões de políticas públicas para o setor, com base em trabalho de campo iniciado em junho de 2013.

A entrevista contou com o secretário de Desenvolvimento, Trabalho e Agronegócio, Jorge Luiz Alcalde, com o presidente da Câmara de Jahu, Roberto Carlos Vanucci, com o presidente do Sindicalçados de Jaú, Osvaldo Nalio, e com os profissionais envolvidos na pesquisa, a professora doutora Helena Carvalho De Lorenzo (coordenadora da pesquisa) e o professor doutor Sérgio de Azevedo Fonseca (representante da Unesp/Araraquara).

Cartilha distribuída entre os presentes resume o diagnóstico e mostra o perfil da indústria calçadista jauense, além de sugestões de políticas públicas. Aponta problemas, deficiências e indica os caminhos a serem tomados – a versão completa estará à disposição do prefeito, do sindicato e dos empresários. O Programa Brasil Próximo é o resultado de acordos entre os governos do Brasil e da Itália e tem por objetivo viabilizar projetos de cooperação com foco no desenvolvimento local. A coordenação é da Secretaria-Geral da Presidência da República e conta com financiamento da agência de fomento Sviluppumbria, da região da Úmbria.

VEJA A CARTILHA DO PERFIL DA INDÚSTRIA CALÇADISTA DE JAÚ 

Pesquisa de campo - O prefeito Rafael Agostini disse que ninguém consegue apresentar soluções mágicas para o setor. Ele lembrou que esteve em Brasília dias atrás para apresentar demandas do setor calçadista de Jaú e falou que a Prefeitura de Jahu já tem atuado no sentido de criar um Plano Estratégico para o Desenvolvimento da Cidade, com destaque para a reestruturação do setor calçadista. Ele ressaltou o apoio do presidente do Sindicalçados na abertura das portas para a pesquisa do Brasil Próximo e destacou a colaboração da Fatec e do Senai no trabalho.

“Esse estudo é voltado para a elaboração das políticas públicas para a reestruturação do setor calçadista na cidade de Jaú, para integrar essa reestruturação no cenário regional. Para buscar em Brasília e em outras esferas governamentais os incentivos, os apoios e os financiamentos nós precisamos saber exatamente o retrato do setor para saber o caminho a seguir”, disse o prefeito.

Segundo ele, a colocação em prática e a obtenção dos resultados propostos pelo Brasil Próximo dependem de uma série de políticas públicas e de colaboração do setor. “Estamos aqui dando mais um passo, vamos conversar e ver como vamos transformar esse diagnóstico em políticas públicas. Vamos trabalhar na abertura de incubadoras e vamos começar pelo Distrito de Potunduva”, informou Rafael Agostini, lembrando que tem o sinal verde do Sindicalçados para iniciar esse projeto pelo distrito. “Temos um espaço bastante amplo para trabalhar e vamos começar por lá.”

 

De acordo com Jorge Alcalde foram quase dez meses de pesquisa de campo feita por técnicos do projeto. Por meio de visitas a 28 indústrias de calçados e entrevistas com empresários da área, o projeto fez um diagnóstico da economia da cidade. Além das dificuldades do setor, o trabalho também buscou apontar quais políticas públicas podem ser adotadas para o desenvolvimento do setor, tanto em termos de investimentos e qualificação de mão de obra, como em legislação.

Problemas x Diretrizes - A professora doutora Helena Carvalho De Lorenzo (coordenadora da pesquisa) fez um resumo do diagnóstico, citando problemas como “baixa qualificação do trabalho em todos os níveis”, tanto no operacional como no administrativo; falta de conhecimento do mercado; falta de acesso a tecnologias e financiamento; deficiências em termos de organização produtiva; pouco comprometimento entre as entidades associativas; e falta de percepção adequada dos problemas.

Em contrapartida, ela citou três grandes desafios para revitalizar o setor: fortalecimento do tecido associativo; fortalecimento do empreendedorismo, como a criação de incubadoras como política pública fundamental; e valorização do território, com a criação de um selo da marca “Calçado de Jaú”, o que exige definições de critérios e um trabalho coletivo dos envolvidos com a indústria calçadista.

Presidente do Sindicalçados, Osvaldo Nalio, disse que o trabalho técnico vai ser aproveitado pelo setor, que está à disposição para ajudar na criação do selo do calçado jauense e para viabilizar a abertura da incubadora de empresas.

 

A pesquisa abordou temas como:

 

- Caracterização das empresas: perfil, porte, idade

- Inserção na cadeia produtiva: mercado, integração horizontal, insumos, desenvolvimento de produtos

- Estratégia de produção: terceirização, subcontratação, impactos ambientais, formação de preços de vendas, gestão de pessoas.

Parceria em 2013 - A Prefeitura de Jahu apresentou o Programa Brasil Próximo em 12 de junho de 2013 e teve como objetivo fazer um levantamento de dados da economia local para definir diretrizes para o poder público elaborar o Plano Estratégico para o Desenvolvimento da Cidade. O Projeto Centro Paulista é coordenado, desenvolvido e executado através de parcerias com a UNIARA, UNESP/ARARAQUARA, UFSCAR, SEBRAE e FATEC. Na oportunidade, estiveram em Jaú profissionais italianos que fazem parte do projeto de cooperação: Gianpiero Antonelli, diretor dos Recursos Humanos, Financeiros e Patrimoniais da Região da Úmbria; e Giuseppe Barberi, diretor técnico da Sviluppumbria e Supervisor do Projeto Centro Paulista.

 VEJA A CARTILHA DO PERFIL DA INDÚSTRIA CALÇADISTA DE JAÚ

Seja o primeiro a comentar esta notícia

Prefeitura Municipal de Jahu - Rua Paissandu, 444 - Centro - CEP: 17201-900 - Telefone: (14) 3602-1777

© Todos os direitos reservados - Prefeitura Municipal de Jahu | BiG DESiGNER