UPDATE command denied to user 'jaudb'@'localhost' for table 'ESTATISTICA_NOTICIA' Prefeitura Municipal de Jahu

Jaú, Segunda-Feira - 24/07/2017

..........................

Prefeitura avança na coleta seletiva com novo ecoponto e parceria com Recicla Jaú

Poder público cede barracão coberto e com condições adequadas para nova cooperativa de catadores fazer depósito e triagem de recicláveis e de resíduos sólidos

 

 

 

 

A Prefeitura de Jaú, por meio da Secretaria de Meio Ambiente, desenvolve um novo mecanismo para coleta, reciclagem e destinação de resíduos sólidos. Por meio de parceria com a Associação de Catadores de Reciclagem de Jaú (Recicla Jaú), o poder público alugou barracão coberto e com condições adequadas para a atividade.

O novo ecoponto de recicláveis fica na Rua João Tosi, no Jardim Cila Bauab, distante de residências, e soluciona problema antigo do depósito que ficava em área nobre e era administrado pela Acap (Associação dos Catadores de Papelão), que encerrou as atividades.

Essa nova entidade reúne membros da antiga Acap, que ameaçou fechar as portas no início do ano porque queria mais dinheiro da Prefeitura. Entendíamos que não era fazendo gestões políticas em entidades que iríamos resolver o problema dos resíduos sólidos na cidade”, diz o prefeito Rafael Agostini, destacando que a Prefeitura tomou a decisão de criar um novo modelo de gestão de resíduos sólidos.

Essa nova fase incluiu o aluguel de barracão coberto no Jardim Cila Bauab para abrigar os trabalhos da nova associação criada para gestão da reciclagem de Jaú. “Com isso estamos fazendo um aperfeiçoamento de todo o sistema de coleta de recicláveis da cidade. Temos um caminhão com som passando pelos bairros, informando os dias de coleta, e estamos, principalmente, avançando de forma positiva nessa questão.”

 

Problema histórico - O prefeito lembra que o depósito anterior de recicláveis em Jaú ficava na rua Orozimbo Loureiro, atrás do asilo, numa área inadequada e com o lixo a céu aberto. “Durante muitos anos, desde a década de 90, várias administrações passaram e aquele local continuou daquela maneira, recebendo recicláveis a céu aberto, aumentando o risco à saúde pública e de dengue.”

Por entender que a situação era inadequada e por discordar da Acap, que pedia R$ 240 mil anuais da Prefeitura para continuar com o serviço, o prefeito Rafael Agostini decidiu não manter o convênio, colocando fim ao local inadequado e às reclamações de moradores das proximidades. A nova fase de gestão de resíduos sólidos incluiu o incentivo à criação de nova cooperativa e o aluguel de um imóvel coberto, inspecionado e vistoriado. “A Prefeitura disponibiliza o prédio e organiza o gerenciamento desses resíduos sólidos. Não estamos gastando R$ 240 mil por ano e temos uma gestão de resíduos sólidos mais saudável e aperfeiçoada do que existia antes”, garante o prefeito, elogiando o trabalho da Secretaria de Meio Ambiente.

O objetivo da Prefeitura é ampliar e aperfeiçoar o trabalho, levando a coleta seletiva para novos bairros. “A Recicla Jaú está 100% regularizada e estamos colocando um ponto final a um problema histórico que existia na cidade: o descarte de recicláveis em local inadequado. Estamos oferecendo um prédio em condições ambientais mais adequadas e não estamos fazendo repasse para entidades que querem ser unicamente sustentadas pelo poder público”, finaliza Rafael Agostini.

 

Aprovação e ampliação - O secretário de Meio Ambiente, Eduardo Abussamra, fala que a cooperativa de catadores criada este ano deu certo. “Nós estamos fazendo um trabalho bacana com a associação Recicla Jaú, que hoje trabalha com a reciclagem. Foi criada depois do fechamento da Acap e a Prefeitura deu o apoio para a reorganização daquele mesmo pessoal que trabalhava na Acap. Hoje os catadores que trabalham lá tem refeitório, escritório e cozinha à disposição. O Recicla Jaú está indo bem, os associados estão contente.”

Hoje, a associação está instalada num local adequado, fora do centro da cidade, distante dos vizinhos. “Lá na Recicla Jaú funciona junto o primeiro ecoponto de descarte da cidade. Temos as quatro caçambas para plástico, metal, papel e vidro, que estão lá para receber o material que a população quer descartar. Convido a população para conhecer o Recicla Jaú. Quem tem material para descartar e quer fazer o descarte correto leve até o Recicla Jaú que vai ser bem recebido”, avisa o secretário de Meio Ambiente.

A meta, segundo o secretário, é chegar a 50% dos bairros atendidos pela coleta até o fim do ano. “Estamos pensando em ampliar a coleta seletiva na reciclagem nos bairros na cidade. Temos a perspectiva para ampliar no segundo semestre, atendendo mais bairros. Hoje o setor de coleta seletiva está estabilizado. Estamos com caminhão percorrendo os bairros da cidade e tem sido um sucesso. Espero para o segundo semestre atingir 50% dos bairros de Jaú. Hoje a gente atende 25% da cidade.”

 

 

Seja o primeiro a comentar esta notícia

Prefeitura Municipal de Jahu - Rua Paissandu, 444 - Centro - CEP: 17201-900 - Telefone: (14) 3602-1777

© Todos os direitos reservados - Prefeitura Municipal de Jahu | BiG DESiGNER