Jaú, Domingo - 24/09/2017

..........................

Prefeitura confirma Orquestra Bachiana Filarmônica no Jahu Verão


Anúncio da vinda do maestro João Carlos Martins é antecipado pela Secretaria de Cultura, Esportes e Turismo, que está elaborando a programação do Projeto Jahu Verão

 

A Prefeitura de Jahu, por meio da Secretaria de Cultura, Esportes e Turismo, antecipou mais uma grande atração que vai se apresentar em Jaú durante o Projeto Jahu Verão. Depois de confirmar a presença de Marcelo Nova e Kid Vinil para o dia 19 de janeiro, a Secretaria de Cultura informa que o maestro João Carlos Martins e a Orquestra Bachiana Filarmônica estarão na cidade no dia 6 de fevereiro. A apresentação será às 20h30 no Teatro Municipal Elza Muneratto. A programação oficial será divulgada em entrevista coletiva no dia 15 de janeiro, às 15h30, no Salão Nobre da Prefeitura.

Gerente de Projeto da Secretaria de Cultura, Jeferson Miranda, informa que está em estudo a distribuição antecipada de convites para evitar uma superlotação no teatro – a expectativa é teatro lotado para ver a apresentação musical. No ano passado, durante o Festival de Inverno, o teatro ficou lotado para assistir à Orquestra Sinfônica de Ribeirão Preto. A mesma orquestra atraiu mais de 2 mil pessoas à praça da matriz durante as festividades natalinas. Isso mostra que a música clássica tem forte apelo entre os jauenses.

Orquestra Bachiana Filarmônica

Para se criar uma orquestra é preciso um toque de inspiração e um sopro de ousadia. Mas sua continuidade depende de dois fatores: um ideal e uma origem definida. Assim surgiu a Bachiana Chamber Orchestra e, pela denominação, deixa muito claro seus objetivos. A Orquestra Bachiana é, sem dúvida alguma, a grande novidade destes últimos anos no meio musical brasileiro. Uma orquestra da iniciativa privada que levou a música clássica a todos os segmentos da sociedade no Brasil de norte a sul e de leste a oeste com músicos de primeira qualidade sob a regência do Maestro João Carlos Martins.

O termo Bachiana remete à riqueza musical do Brasil, através de uma homenagem ao imortal maestro e compositor Heitor Villa-Lobos, autor da célebre Bachianas Brasileiras, e a Johann Sebastian Bach. Seu principal selo de qualidade é o maestro João Carlos Martins, que teve de abandonar sua consagrada carreira de pianista por problemas físicos, e canalizou para a regência sua paixão pela música e pela obra de Bach. Além de ser um dos idealizadores da iniciativa, ele é o diretor da orquestra. Mas o alto nível e a abnegação de seus músicos é que dão movimento ao projeto Com formação no Brasil, e também no exterior, eles constituem a nata da música erudita brasileira e encaram o ofício imbuídos da paixão pela música.

Em dezembro de 2004 a orquestra gravou seus dois primeiros CDs, que contém as Quatro Suítes Orquestrais de Bach, e tiveram lançamento internacional em 2005. E o som da Bachiana já ecoa por todos os cantos do Brasil. Sua estréia, em 27 de outubro de 2004 na Sala São Paulo foi um enorme sucesso. A Temporada de 2005 também teve êxito total com apresentações inéditas no Teatro Cultura Artística, onde o maestro regeu a orquestra acompanhada de cinco grandes pianistas brasileiros.

Outras apresentações foram, realizadas na Capital Paulista, pelo Interior do estado de São Paulo e outras cidades pelo Brasil afora como Curitiba, Fortaleza, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Petrópolis e Juiz de Fora. Em 2006 a Bachiana passou a ser uma orquestra filarmônica e na sua temporada no Teatro Cultura Artística foi um grande sucesso.

Em janeiro de 2007 a Orquestra Bachiana levou 2.800 pessoas ao Carnegie Hall em Nova York, que sob a regência de João Carlos Martins realizou um concerto em defesa da Floresta Amazônica. E repetiu o mesmo sucesso em maio de 2008. Estes concertos foram denominados respectivamente “The One Dollar Concert” e “The Two Dollars Concert”, o que, além de despertar enorme interesse na imprensa norte-americana e brasileira, chamou a atenção do público em geral e resultou em contribuições efetivas para vários projetos de conscientização e conservação ambiental.

 

 

No dia 2 de outubro de 2009, a Bachiana Filarmônica fez sua primeira apresentação no Lincoln Center em Nova York num concerto em homenagem ao cinquentenário da morte de Villa-Lobos e a J.S. Bach. Teve como solista o legendário jazzista Dave Brubeck, que aos 89 anos executou Brandenburg Gate, peça que compôs em homenagem a J.S.Bach, sob a regência de João Carlos Martins. Em 2010 a Bachiana Filarmônica e a Bachiana Jovem se fundiram, e passaram a ter a denominação de Bachiana Filarmônica SESI-SP.

 

Seja o primeiro a comentar esta notícia

Prefeitura Municipal de Jahu - Rua Paissandu, 444 - Centro - CEP: 17201-900 - Telefone: (14) 3602-1777

© Todos os direitos reservados - Prefeitura Municipal de Jahu | BiG DESiGNER