Jaú, Sexta-Feira - 18/08/2017

..........................

Prefeitura reserva atrações especiais para encerrar 22º Festival de Inverno

Show musical de Rebeca Tervedo e filme “Domésticas” estão previstos para esta terça-feira numa semana em que o ponto alto será sábado com a peça “Maratona de Nova York”

 

A última semana do 22º Festival de Inverno tem atrações especiais reservadas pela Prefeitura de Jahu, por meio da Secretaria de Cultura, Esportes e Turismo. A programação prevê para esta terça-feira (30) a apresentação da cantora gospel Rebeca Tervedo e o filme “Domésticas”. Ao longo da semana as atrações continuam, com destaque para o sábado, último dia de eventos.
O Sábado na Praça será especial, com a apresentação da Jovem Velha Guarda e as músicas que marcaram uma geração. Outra atração de qualidade será o Museu do Rock, com a banda Lady Jane. Antes, também no Museu Municipal, o Mágico Rudy faz um show de magia.



Beneficente - Promessa de teatro lotado é a peça teatral “Maratona de Nova York”, com os globais Anderson Muller e Celso Bernini. O gerente de Projetos da Secretaria de Cultura, Jeferson Miranda, informa que essa apresentação tem caráter beneficente. Os convites devem ser retirados na Secretaria mediante troca por um quilo de alimento não perecível. A secretaria funciona na rua Tenente Lopes, 350.
A Secretaria de Cultura divulgou nesta segunda-feira o balanço de público da última semana do Festival de Inverno. Foram cerca de 4.900 espectadores, superando a casa das 21 mil pessoas que assistiram aos espetáculos até o último domingo.
No domingo, destaque para o Louva Jaú (Encontro Gospel), com cerca de 1.000 pessoas ao longo do dia no Teatro Municipal. E, ainda as atrações diversas realizadas no Parque do Rio Jaú na tarde noite.
A estimativa é de um público de mais de 1.800 pessoas na trinca de atrações que começou com o stand up do Grupo Epifania, prosseguiu com o show do Bando Notívagos Burlescos e terminou por volta das 20h30 com a o Grupo Sinhá.

As outras atrações desta semana e os detalhes de cada uma estão abaixo.

 

 




30 de julho - Terça-feira
Rebeca Tervedo - Show Musical

Local: Teatro - Horário: 20h30
Sinopse: Nascida em Jaú, filha do Pastor Enivaldo Coutinho e de Mara Lúcia Tervedo, Rebeca teve o privilégio de ser criada em um lar cristão. Começou a cantar aos 12 anos por incentivo de uma amiga da família e percebeu que gostava muito de louvar. Aos 14, Rebeca compôs sua primeira canção e recebeu de Deus a promessa de que gravaria um CD. Este CD, inteiro autoral, é o cumprimento desta promessa. Mostrando que Deus é fiel para cumprir o que promete, basta acreditar, agir e fazer sua vontade. Em 2013, Rebeca lança "A quem vou clamar", produzido por Henrique Garcia. Em seu primeiro projeto apresenta um estilo diferente, com canções que buscam retratar a intimidade do ser humano com Deus.
 
“Domésticas, O filme” - Cinema SESI
Local: SESI - Horário: 19h
Sinopse: No meio da sociedade existe um Brasil notado por poucos. Um Brasil formado por pessoas que, apesar de morar dentro de sua casa e fazer parte de seu dia-a-dia, vivem como se não estivessem lá. Cinco das integrantes deste Brasil são mostradas em "Domésticas - O Filme": Cida, Roxane, Quitéria, Raimunda e Créo. Uma quer se casar, a outra é casada, mas sonha com um marido melhor. Uma sonha em ser artista de novela e outra acredita que tem por missão na Terra servir a Deus e à sua patroa. Todas têm sonhos distintos, mas vivem a mesma realidade: trabalhar com empregada doméstica.
 
 
31 de julho - Quarta-Feira
Café Filosófico - Filosofia e Literatura
Local: Estação do Som - Horário: 19h
Teoria das Almas de Platão e a Sociedade Pós-moderna
A iniciativa é um evento experimental que tem por objetivo criar um espaço para as reflexões filosóficas e literárias. Os encontros buscarão abordar os anseios e angústias dos indivíduos na sociedade contemporânea, tendo como referências teóricas fundamentais a Literatura e a filosofia.
Na primeira edição do projeto o professor especialista em Educação e professor de Ciências Sociais e Filosóficas das Faculdades Anhanguera de Bauru, Jeferson Alexandre Miranda realizará uma abordagem sobre da Teoria das Almas de Platão sobre as perspectivas da sociedade pós-moderna. Para Platão, o homem virtuoso é aquele em que cada parte da alma realiza na medida justa (sem falta nem excesso) a função que lhe cabe, sob a regência da parte racional. Cabe, portanto, à parte racional dominar as outras duas. O domínio da razão sobre a concupiscência resulta na virtude da temperança (moderação); o domínio da razão sobre a cólera produz a virtude da coragem ou da prudência. A virtude própria da parte racional é o conhecimento. Por outro lado, o homem vicioso é aquele em que as partes da alma não conseguem realizar suas funções próprias, ou as realizam desmesuradamente, o que ocorre quando a parte racional perde o comando sobre as outras duas. Nesse caso, instaura-se a desordem, o conflito, a violência contra si e os demais.
A dominação da técnica, o autocontrole cibernético e o fim da ética são os principais elementos que acarretam na constatação segura de que a sociedade pós-moderna é assombrada  por uma desestrutura de valores. Diante dessa constatação, a falta da metafísica, de um referencial a ser seguido – o que parecia uma evolução, a superação da metafísica, parece direcionar-se ao caos – e nesse contexto, a sociedade passa a ter uma dívida alta no que se refere ao seu verdadeiro sentido.
O evento contará ainda com leituras dramáticas realizadas pelo ator Gustavo Pizzolio que interpretará poesias da poetiza jauense Eva Gomes de Oliveira - em que a abordagem lírica amplia, contesta ou conversa com a temática proposta.
 
Teatro     “A Marionete” - Missão Urbana - Geração Calebe
Local: Teatro - Horário: 20h30.
Sinopse: O Grupo Missão Urbana - Geração Calebe é um ministério (ONG) formado por uma Cia de Artes - teatro, dança, desenho, música, recreação e outros - e um projeto social - "Mãos na Rua". Tem por objetivo fazer com que as pessoas tenham uma vida melhor através de Jesus. Seguindo a linha de teatro gospel a peça “A Marionete” além de fazer importantes reflexões sobre a vida e a morte, permite ir além do simples prazer de se assistir teatro, pretendo levar o espectador a uma interiorização das ideias propostas.
 
1º de agosto - Quinta-Feira
Festival Velho Oeste “Django Livre”
Local:  Cinema - Horário: 20h
Sinopse: Django (Jamie Foxx) é um escravo liberto cujo passado brutal com seus antigos proprietários leva-o ao encontro do caçador de recompensas alemão Dr. King Schultz (Christoph Waltz). Schultz está em busca dos irmãos assassinos Brittle, e somente Django pode levá-lo a eles. O pouco ortodoxo Schultz compra Django com a promessa de libertá-lo quando tiver capturado os irmãos Brittle, vivos ou mortos.
Ao realizar seu plano, Schultz libera Django, embora os dois homens decidam continuar juntos. Desta vez, Schultz busca os criminosos mais perigosos do sul dos Estados Unidos com a ajuda de Django. Dotado de um notável talento de caçador, Django tem como objetivo principal encontrar e resgatar Broomhilda (Kerry Washington), sua esposa, que ele não vê desde que ela foi adquirida por outros proprietários, há muitos anos.
A busca de Django e Schultz leva-os a Calvin Candie (Leonardo DiCaprio), o dono de "Candyland", uma plantação famosa pelo treinador Ace Woody, que treina os escravos locais para a luta. Ao explorarem o local com identidades falsas, Django e Schultz chamam a atenção de Stephen (Samuel L. Jackson), o escravo de confiança de Candie. Os movimentos dos dois começam a ser traçados, e logo uma perigosa organização fecha o cerco em torno de ambos. Para Django e Schultz conseguirem escapar com Broomhilda, eles terão que escolher entre independência e solidariedade, sacrifício e sobrevivência.
Recomendação: 16 anos - Legendado
 

Todos os Sons - Paulo Zen e Trio Aroeira
Local: União Livraria - Horário: 20h30
Sinopse: Com Paulo Zen (sax), Andréia Santos (teclado), Carlos Giraldi (contrabaixo) e Fábio Saffi (Bateria). O evento se propõe a fazer uma viagem sonora pela música, principalmente a brasileira. No repertório, ritmos, canções e sonoridades ganham uma roupagem de elevado nível estético. A ideia é permitir que o público se identifique partilhando bons momentos neste aquecido “inverno cultural” em nossa cidade.
 
 
2 de agosto - Sexta-Feira
Workshop de Crônicas com Gilmara Giavarina
Local: Centro Cultural - Horário: 9h
Sinopse: Gilmara Giavarina, colunista do jornal Comércio do Jahu. (30 vagas - idade: 16 anos): Sinopse: A ideia deste workshop  é  permitir aos participantes criar textos de forma inusitada e criativa ampliando as habilidades expressivas comunicativas dos participantes. Para tal será utilizada a crônica como ferramenta.

Exposição: “Os Maias - civilização e cultura na América pré-colombiana”
Local: Museu - Horário: 19h
A chegada dos europeus à América significou total destruição para a vida dos povos que já habitavam o continente. Massacres, fome, doenças e imposição cultural acompanharam a entrada de portugueses e espanhóis no Novo Mundo.
Resgatar a cultura dos povos que viveram no continente antes da chegada dos europeus – chamados de Povos Pré-Colombianos é o objetivo dessa exposição. Nesse sentido, essas culturas devem ser conhecidas e respeitadas, pois sua rica herança cultural exerce ainda profunda influência em diversas sociedades atuais.
Na América Central o povo que mais se destacou foi o Maia, com suas grandes construções em pedra e uma arte refinada, movidas por uma religião fascinante, avançados conhecimentos científicos, como na área da medicina e da astronomia, e estruturas político-administrativas que permitiram sua existência por séculos.
 A cultura Maia conservou ate os dias atuais uma tradição espiritual/religiosa cujos elementos são conhecidos fora das fronteiras da Guatemala.
 A exposição é composta por 10 mesas com cubas de vidro contendo réplicas de objetos, estatuas e utensílios de arte maia, alem de relevos e 14 cartazes didáticos informativos sobre a civilização maia antiga e contemporânea.
Exposições já realizadas podem ser conferidas em nosso blog: http://exposicaomaia.blogspot.com/. Contatos:  expo_maias@hotmail.com
Telefones: (11) 2721-9464 e (11) 98257-8010 (TIM)
Eduardo Vilela
 
Festival Velho Oeste - Django Livre
Local:  Cinema - Horário:20h
Sinopse: Django (Jamie Foxx) é um escravo liberto cujo passado brutal com seus antigos proprietários leva-o ao encontro do caçador de recompensas alemão Dr. King Schultz (Christoph Waltz). Schultz está em busca dos irmãos assassinos Brittle, e somente Django pode levá-lo a eles. O pouco ortodoxo Schultz compra Django com a promessa de libertá-lo quando tiver capturado os irmãos Brittle, vivos ou mortos.
Ao realizar seu plano, Schultz libera Django, embora os dois homens decidam continuar juntos. Desta vez, Schultz busca os criminosos mais perigosos do sul dos Estados Unidos com a ajuda de Django. Dotado de um notável talento de caçador, Django tem como objetivo principal encontrar e resgatar Broomhilda (Kerry Washington), sua esposa, que ele não vê desde que ela foi adquirida por outros proprietários, há muitos anos.
A busca de Django e Schultz leva-os a Calvin Candie (Leonardo DiCaprio), o dono de "Candyland", uma plantação famosa pelo treinador Ace Woody, que treina os escravos locais para a luta. Ao explorarem o local com identidades falsas, Django e Schultz chamam a atenção de Stephen (Samuel L. Jackson), o escravo de confiança de Candie. Os movimentos dos dois começam a ser traçados, e logo uma perigosa organização fecha o cerco em torno de ambos. Para Django e Schultz conseguirem escapar com Broomhilda, eles terão que escolher entre independência e solidariedade, sacrifício e sobrevivência.
Recomendação: 16 anos - Legendado
 
Tributo a Cazuza  - Super Trunfo
Local: Teatro - Horário: 20h30
Sinopse: Tributo á Cazuza, no Teatro Elza Muneratto. A homenagem será realizada pela Banda Cover do artista, com interpretação fiel dos músicos aos sucessos dos anos 80.
Inicialmente o projeto da banda era fazer cover do Barão Vermelho, grupo onde Cazuza começou sua carreira. Porém pela semelhança física do vocalista com o artista, foi resolvido então, que fariam Cover do Cazuza.
Cazuza foi um ícone do rock dos anos 80, com seu jeito extravagente e rebelde de cantar, interpretar e compor. Ele não só marcou época, como até hoje se mantém atual e com seguidores fiéis diz Fernando Elder, vocalista do grupo.
A antiga formação da banda se desfez, alguns integrantes permaneceram e o show no Teatro irá marcar a volta do grupo com a nova formação: Fernando Elder (vocal), Everton (saxofone), Estevan Dua (teclado), Fernandinho (contrabaixo), Giba Romero (bateria) e Tiago (guitarra). O grupo faz cover de Cazuza há cinco anos, em Jaú, região e na capital paulista, onde contribuíram com o projeto Viva Cazuza.
A pedido dos fãs e com novas propostas, inclusive para a televisão, a banda decidiu retornar aos palcos e traz no repertório os sucessos Exagerado, Condinome Beija-Flor, O tempo não pára, Completamente Blue, Medieval II, entre outros.
No início dos anos 80, um garoto dourado do sol de Ipanema surpreendeu o cenário musical brasileiro. À frente da banda de rock Barão Vermelho, começou a dar voz aos impulsos de uma juventude ávida de novidades. Ele, Cazuza, era a grande novidade.
O Brasil saía de um longo ciclo ditatorial e vivia um clima de democracia ainda pequeno, mas suficiente para liberar as energias contidas. Cazuza desempenhou um papel importante nesse processo.
A expressão de sua repulsa diante desse quadro só pode ser comparada à coragem com que lutou por sua vida, no enfrentamento público da Aids. No pouco que viveu, Cazuza deixou uma obra para ficar. Com justiça, foi chamado de o poeta da sua geração.
 
 
3 de agosto - Sábado
Sábado na Praça - Jovem Banda Velha Guarda
Local: Praça da República - Horário: 10h
Sinopse: O Sábado na Praça contará com a apresentação do grupo Jovem Banda Velha Guarda. Haverá também barracas da feira de artesanato, bem como praça de alimentação e brinquedos para crianças. O evento é gratuito e acontece no Jardim de Baixo a partir das 10h, realizado pela Secretaria de Cultura, Esportes e Turismo de Jaú.
Jovem Banda Velha Guarda
A Jovem Banda Velha Guarda surgiu no ano de 2003, por ocasião da Festa do Padroeiro São João Batista de Bocaina, e se apresentou pela primeira vez no “Bar da Festa”. Trata-se de um grupo vocal, acompanhado por teclado, formado por pessoas da comunidade que integram os diversos grupos de canto das igrejas católicas de Bocaina.
Com diversas apresentações em Bocaina, Jaú e região, o grupo tem como objetivo obter por meio da música, momentos de descontração e o fortalecimento do vínculo de amizade entre seus participantes e suas famílias, além de uma melhor qualidade de vida, fugindo do stress diário e levando aos seus fãs momentos de recordação, alegria e descontração, resgatando assim o movimento Jovem Guarda.
Seus integrantes apresentam-se com roupas e acessórios da época e usam pseudônimos mesclando seus nomes com os dos artistas da época. Outra característica do grupo são as paródias, compostas para homenagear as pessoas da comunidade e também as que contratam o grupo.
Atualmente seus integrantes são:
O Rei - Roberto Carlos Marangoni - Edson A. Marangoni
Ternurinha – Vanderléa Marangoni - Katia C. Baccarin Marangoni
Príncipe da Jovem Guarda - Ronnie von Ravagnolli - Osvaldo Ravagnolli
Garota do Roberto - Valdirene Pontes - Aparecida Pontes
Queijinho de Minas - Martinha Baccarin - Carmen Pizzo Baccarin
Sérgio Reis Moretto - Marcos Moretto
Bonequinha Loura - Rosemary Fragnan - Hercília Fragnan Gregori
Rainha da Juventude Brasileira – Meire Pavão Balan - Maria Balan
O Bom Rapaz - Wanderley Cardoso Marques - José Eduardo Marques
Silvinha Araújo Lameza - Estela Lameza
 
Festival Velho Oeste “Django Livre”
Local:  Cinema - Horário:20h
Sinopse: Django (Jamie Foxx) é um escravo liberto cujo passado brutal com seus antigos proprietários leva-o ao encontro do caçador de recompensas alemão Dr. King Schultz (Christoph Waltz). Schultz está em busca dos irmãos assassinos Brittle, e somente Django pode levá-lo a eles. O pouco ortodoxo Schultz compra Django com a promessa de libertá-lo quando tiver capturado os irmãos Brittle, vivos ou mortos.
Ao realizar seu plano, Schultz libera Django, embora os dois homens decidam continuar juntos. Desta vez, Schultz busca os criminosos mais perigosos do sul dos Estados Unidos com a ajuda de Django. Dotado de um notável talento de caçador, Django tem como objetivo principal encontrar e resgatar Broomhilda (Kerry Washington), sua esposa, que ele não vê desde que ela foi adquirida por outros proprietários, há muitos anos.
A busca de Django e Schultz leva-os a Calvin Candie (Leonardo DiCaprio), o dono de "Candyland", uma plantação famosa pelo treinador Ace Woody, que treina os escravos locais para a luta. Ao explorarem o local com identidades falsas, Django e Schultz chamam a atenção de Stephen (Samuel L. Jackson), o escravo de confiança de Candie. Os movimentos dos dois começam a ser traçados, e logo uma perigosa organização fecha o cerco em torno de ambos. Para Django e Schultz conseguirem escapar com Broomhilda, eles terão que escolher entre independência e solidariedade, sacrifício e sobrevivência.
Recomendação: 16 anos - Legendado
 
Passeio Turístico: Subida da Matriz
Local: Matriz de Nossa Senhora do Patrocínio - Horário: 14h.
Sinopse: O ícone de Jaú, a Igreja Matriz, está sempre sendo visitada e apreciada por jauenses e turistas. A catedral da terra roxa é o marco do progresso da região e, sua bela arquitetura neo-gótica merece destaque. Quem vem valorizando essa preciosidade é o memorialista Julio Polli, que promove os passeios históricos pela igreja. O passeio vai da parte exterior da igreja, passa pela nave, altar e, vai subindo até chegar ao ponto de visão mais belo, o relógio. Um passeio é pouco para se observar tantos detalhes. A apreciação realmente vale a pena!
Vagas: 30
Inscrições: Secretaria de Cultura e turismo de Jaú (sec.cultura@jau.sp.gov.br ou (14) 3602-4777) Idade: adultos e crianças acompanhadas.
 
 
Maratona de Nova York com Anderson Muller e Celso Bernini

Local: Teatro Municipal - Horário: 20h30
Dois personagens por volta dos 30 anos em trajes esportivos, dedicam-se a uma única ação central durante a apresentação: correr para se preparar para participar da Maratona de Nova York - a corrida mais famosa e almejada do mundo. É assim que se desenrola o espetáculo teatral Maratona de Nova York, Sob direção de Bel Kutner, no elenco os atores Anderson Muller e Celso Bernini
Sempre orientados pela ânsia de superação, os personagens (Mario e Steve) relembram determinantes momentos de suas vidas enquanto correm para participar da Maratona de Nova York. A corrida é pontilhada por recordações, que abrem espaços para reflexões como: Correr para quê? Superar quem? Entre outras lembranças, episódios da infância que sugerem desafeto materno e o intermédio de mulheres que fizeram os amigos se conhecerem.
Anderson Muller sempre teve um sonho: correr em cena. Quando se apaixonou pela corrida, começou a buscar uma maneira de aliar o esporte ao teatro.
Mario, seu personagem na peça, tem personalidade leve, é brincalhão, apesar de seu peso dramático. “Esse personagem é um presente para mim, pois me leva a conhecer melhor as levezas e os amadurecimentos que passamos com o decorrer de nossas vidas”, conta Anderson.
Já Steve (interpretado por Celso Bernini) é um cara determinado a correr, com características apolíneas, retas, enfático, severo consigo mesmo e muito exigente, durante o espetáculo. Steve expressa algumas máximas de conduta de vida, principalmente em relação à superação. Ele se esforça ao máximo para poder chegar mais do que preparado na maratona de Nova York, conta Celso Bernini
Mauro Vicente e Charles Boggis assinam a direção de arte e projeções. "Identificamos os momentos dos personagens com uma cenografia utilizando imagens gravadas em vídeo em 360 graus. As superações, angústias e recordações foram tratadas com luz em movimento, trazendo ao expectador uma orientação inusitada para o sentido de suas vidas”, conta Mauro. Para compor todas as características propostas para o espetáculo, os artistas utilizaram um sistema de câmera com seis lentes e software de efeitos gráficos avançados.
A maratona
O texto de Edoardo Erba, traduzido por Beth Rabetti, levanta questões do ser humano imprevisível, limitado, genial, obstinado, traumatizado, mas sempre possível vencedor na arte de viver. Edoardo Erba tem um texto rápido, que faz a gente pensar. É muito bom o seu jeito de conduzir o cotidiano, o inevitável e as fatalidades, conta Anderson Muller.
Serviço:
Data: 3 de agosto - sábado
Local: Teatro Municipal de Jau
Sessão: 20h
Gênero: comédia
Classificação: 12 anos
Retirar convites, trocando por 1 kg de alimentos não perecíveis - 9h às 17h na Secretaria de Cultura, Esportes e Turismo - rua Tenente Lopez, 350

Mágico Rudy Marfin
Local: Museu - Horário: 21h30
Sinopse: A Mágica: É a clássica arte de iludir os sentidos humanos através de recursos simples como uma esfera, um baralho, uma caixa, etc. Os típicos efeitos onde um pombo surge de um lenço ou onde a carta escolhida é adivinhada pelo mágico. O objetivo da arte da mágica é apenas entretenimento. O Ilusionismo é uma especialização da arte mágica. É uma arte que exige não apenas conhecimentos técnicos de mágica, mas também outros inúmeros conhecimentos que a tornam encantadora e completa. Em seu espetáculo, o Mágico Rudy pretende encantar a todos os presentes com a simplicidade da mágica e a arte da ilusão.
 
 
Museu do Rock - Lady Jane
Local: Museu - Horário: 22h.
Sinopse: Fundada em 1980, é conhecida por tocar músicas próprias, com um instrumental  e poesias bem elaboradas, usa uma linguagem que traduz o jeito de pensar e sentir música da nossa gente Jaú incorporando elementos sonoros dos grandes centros, porém sem perder a identidade e questionamento do que vale ou não a pena.
Formação
Carlos Francisquini - Guitarra e Vocal
Norberto Vendramini- Contrabaixo
Edson Calciolari - Bateria
Paulo Boza - Guitarra e Vocal
Estilo: Músicas próprias com influências que vão do Tropicalismo de Gil e Caetano até clássicos do Rock n´roll inglês como Rolling Stones e Beatles

 

Seja o primeiro a comentar esta notícia

Prefeitura Municipal de Jahu - Rua Paissandu, 444 - Centro - CEP: 17201-900 - Telefone: (14) 3602-1777

© Todos os direitos reservados - Prefeitura Municipal de Jahu | BiG DESiGNER