UPDATE command denied to user 'jaudb'@'localhost' for table 'ESTATISTICA_NOTICIA' Prefeitura Municipal de Jahu

Jaú, Segunda-Feira - 26/06/2017

..........................

Festival de Inverno de Jaú tem espetáculo com dança e orquestra

Cia de Dança de Bauru

 

Prefeitura de Jaú programa para esta terça-feira Orquestra Sinfônica e Cia. da Dança Estável de Bauru no Teatro Municipal

 

 

O Festival de Inverno prossegue com uma série de atrações ao longo desta semana e até o dia 3 de agosto. Nesta terça-feira (16/7), destaque para a Orquestra Sinfônica de Bauru e Cia. da Dança Estável de Bauru. A apresentação será às 20h30 no Teatro Municipal Elza Muneratto. No Jaú Shopping quem se apresenta é a cantora Magali Soave a partir das 20h.

No fim de semana, uma das atrações será o Encontro de Motos no Aero Clube de Jaú. Clubes de motociclistas e apresentação de bandas fazem parte da programação a partir das 12h de sábado (20/7) e domingo (21/7). A entrada é um quilo de alimento não-perecível ou R$ 5,00. O que for arrecadado será destinado a entidades assistenciais da cidade. A programação completa está no site da Prefeitura de Jahu: www.jau.sp.gov.br.

A Secretaria de Cultura, Esportes e Turismo de Jaú avaliou como altamente positiva a segunda semana do Festival de Inverno, encerrada no domingo. Os maiores públicos ocorreram na Feira Regional de Artesanato (2.500 pessoas) e no show do cantor Jorge Aragão (2.000 pessoas). Também atraíram muitos espectadores, com teatro lotado, as apresentações do Grupo Epifania e do cantor Gabriel Sater, com mais de 500 espectadores.

A Feira de Artesanato contou com 120 artesãos no Aero Clube, representando mais de 20 cidades. Além de Jaú e cidades vizinhas, como Barra Bonita, Bocaina e outras, também vieram artesãos de localidades mais distantes, como Rio Claro, Araras, São Carlos, Piratininga, Itirapina, Araraquara e Brotas.

A Secretaria de Cultura, Esportes e Turismo divulgou o balanço do público na segunda semana do Festival, com cerca de 8.000 pessoas acompanhando as atrações. Após duas semanas, encerradas com o show de Jorge Aragão, o público chega a 11.500 espectadores na 22ª edição do Festival de Inverno de Jaú.

 

VEJA FOTOS DOS ÚLTIMOS EVENTOS EM "NOTÍCIAS"


Agenda Cultural - Semana de 16 a 22 de julho

16 de julho - Terça-feira

 

Magali Soave

Local: Jaú Shopping - Horário: 20h

Sinopse: A cantora Magali Boza Soave se apresenta com seu violão em eventos, festas e casamentos de Jaú. Em seu repertório consta MPB, samba e forró. Magali iniciou um trabalho com o grupo Alma Brasileira, formado por Andrea, Carlos Giraldi e Fábio Saffi. Com o grupo, interpreta o seleto samba raiz, de cantores como Beth Carvalho, Elis Regina, Benito di Paula e Vinicius de Moraes. 


Orquestra Sinfônica de Bauru e Cia de Dança Estável de Bauru

Local: Teatro Municipal - Horário: 20h30

Sinopse: O evento reúne pela primeira vez na cidade uma orquestra sinfônica (Orquestra Sinfônica Municipal de Bauru) e uma companhia de dança (Companhia Estável de Dança de Bauru. A apresentação será às 20h30 no Teatro Municipal Elza Muneratto.

A Cia. Estável de Dança é coordenada por Sivaldo Camargo e a Orquestra Sinfônica está sob a regência de Paulo Marcos Gomes Pereira.

A Companhia foi criada em 21 de setembro de 2011, pela Lei nº 6.119. O grupo conta com oito bailarinas, com idades entre 14 e 20 anos, que cumprem uma jornada de 20 horas semanais de estudos práticos e teóricos. A coordenação é de Sivaldo Camargo, da Secretaria Municipal de Cultura.

O grupo mantém o compromisso de levar a dança com qualidade técnica e artística a toda comunidade, sempre se apresentando gratuitamente além de representar oficialmente o município de Bauru em mostras e festivais de dança por todo o país. 

A Companhia tem por objetivos despertar no adolescente e no jovem o gosto, a sensibilidade e a prática da dança, além de democratizar o acesso ao ensino da dança na cidade. 

A Cia. de Dança é composta por Ana Beatriz Rodrigues, Gabriela Pazzy, Geovanna Milsoni, Isabela Amaro, Julia Seki, Mayara Kodima, Natalia Betti e Tahiná Fortunato.

Com oito anos de existência a Orquestra Sinfônica de Bauru é composta por 70 músicos, com idade a partir de 11 anos, divididos entre os instrumentos de sopro, cordas, percussão e madeira. O projeto é mantido com recursos municipais. Desde o início de suas atividades em 2004 conta com a regência do maestro Paulo Marcos Gomes Pereira.

A Orquestra é composta por: Adriano Estraiotto, Allana Marambaia, Alexandre Souza, Ana Santos, André C. Junior, Angélica Antonetti, Arthur Viola, Augusto Andrade, Beatriz Viola, Brenda Mello, Carolina Grossi, Dandara Vallin, Daniel Saito, Elaine Bueno, Eliude Silva, Felipe Baldo, Helbert Ferreira, Isabel Junior, Isabel Offerni, Jacqueline Silva, Joyce Augusto, Juliane Silva, Letícia Emygdio, Letícia Fernandes, Livia Gomes, Marcelo Vallin, Marcos Santos, Matheus Graciano, Matheus Moura, Mayara Rogeri, Natalia de Paula, Paola Godoi, Rafael Ferreira, Ricardo F. Junior, Ruth Azevedo, Sabrina Santos, Taynara Maioral, Tiago Mores, Thal na Honma, Victor Magalhães, Vitor Salustiano e Yuri Batista.

Monitores: Devanildo Balmant, Luciano Manduca, Luiz Marcelo Ferreira e Rogério Santos. 

Líderes: Antonio Bernardo Santos Junior, Jéssica Paganuci, Marcos Vinicius Pires, Rúbia Santos, Silvio Decimone Junior. 
Convidados: Beatriz Jurgenfeld, Giovanna Costa, João Pedro Dionizio, Leandro Soares, Marcos Vinicius Sebastião e Valter Lima. 

 

Sessão de Curtas - Cinema SESI

Local SESI - Horário: 19h

Sinopse: A mostra Cinema e Trabalho do Sesi trará uma sessão com três curtas-metragens. O primeiro documentário será Chapeleiros, que mostra flagrantes de trabalhadores de uma chapelaria do início do século. Na sequência será exibido Antonio Ribeiro dos Santos, Cearense, RG 674.230, um filme que relata a vida de um operário não especializado em uma indústria de artefatos de borracha. O terceiro será Construção, que narra a cidade de São Paulo em seu contínuo processo de construção e desconstrução. A entrada é gratuita.

 

17 de julho - Quarta-feira

Cia Circo de Bonecos - A nova turnê

Local: SESI - Horário: 20h30

Sinopse: Em cena, o picadeiro de um cirquinho mambembe, onde dois saltimbancos apresentam atrações inusitadas: números de equilibrismo da Família Ovos; as minhocas trapezistas; a mosca dançarina entre outros.
O grupo tem mais de 20 anos de existência, foi criado por Teka Queiroz e Cláudio Saltini, é dedicado a pesquisa com teatro de animação e defende a diversidade estética. Circus vale-se de várias técnicas de manipulação e não é só para crianças. O roteiro foi construído de forma a envolver também os adultos.
A peça, explica Teka Queiroz, tem muito humor, vindo das trapalhadas dos personagens, que são muitos, a cada cinco minutos aparece um novo boneco. É homenagem aos circos antigos que já não existem mais.
O charme deles, observa, é encanto que vem da sensação de que as coisas não são improvisadas, sem glamour, realidade totalmente diferente do circo moderno, onde tudo tem a pretensão de ser perfeito, sofisticado, certinho. “Boneco é mágico porque pode tudo, inclusive fazer coisas que atores não conseguem”, observa.

“Circus”, de 1999, é a primeira peça do grupo. Chega a 2013 carregando também afinação e apuro, técnico e artístico, vindos de longa história dedicada ao teatro de animação. É o espetáculo do grupo mais centrado no boneco. A partir dele, foram desenvolvidas várias pesquisas, desde obras que trabalham mais interação entre ator e boneco até o teatro de objetos. E foi com uma peça deste último gênero, Guarda Zool, que a dupla esteve em Belo Horizonte, participando do Festival Internacional de Teatro de Objetos (FITO).

Se teatro de animação parece simples, ele também consome, como conta Teka. São ensaios intensos, por tempos longos, buscando elaboração em todos os aspectos. “Quando estamos em cena é o momento que não se repete, como é o teatro”, afirma. A interpretação do boneco, revela, traz a alma de quem está manipulando.

Exposição México – “Muito além do que você imagina”

Local: SESI (Bloco 5 - Hall) Horário: 9h às 17h

Sinopse: A exposição “México, muito além do que você imagina” é composta por 16 fotos coloridas, imagens capturadas pela brasileira Sylvia Nogueira Cury. A mostra, cujo título é homônimo do slogan de campanha publicitária internacional do país, revela um povo acolhedor e de vestimenta colorida, o misticismo das pirâmides, o respeito aos antepassados, o mar azul turquesa à vontade, a cozinha exótica, hotéis luxuosos, misturados à pureza das pessoas, e uma boa pitada de pimenta. Para Sylvia, “estes ingredientes fazem parte da receita para uma viagem perfeita”.

A fotógrafa rio-pretense Sylvia Nogueira Cury é formada em Publicidade e Propaganda. Ela começou fotografando a América do Sul e, depois, Europa, América do Norte e Ásia. Em 10 anos de carreira, retratou Alemanha, Argentina, Áustria, Bolívia, Brasil, Canadá, Chile, Emirados Árabes Unidos, Escócia, Espanha, Estados Unidos, França, Inglaterra, Irlanda, Israel, Itália, México, Omã, Peru, Portugal e Suíça. Premiada diversas vezes – com destaques para a Bienal Nacional de Arte Fotográfica em Preto e Branco e na Bienal Nacional de Natureza em Cores.

Sylvia gosta de fazer fotos de turismo, pessoas e natureza. Para fotografar, ela supera barreiras aparentemente intransponíveis, temperaturas adversas, como o calor desértico de 45ºC ou o frio subpolar de -30ºC. A fotógrafa já encarou, também, áreas de difícil acesso, como terrenos pedregosos, íngremes ou arenosos; superfícies lisas e escorregadias; áreas oficiais de entrada controlada e lugares não-fotografáveis, que vão desde pirâmides e campos minados, até o interior de cavernas, grutas, vulcões e de templos sagrados dos mais diferentes credos.

 

18 de julho - Quinta-feira

“Ritmos que Dançamos: Mova-se”

Local: Teatro Municipal - Horário: 20h30

Sinopse: Um convite à dança! Essa é a proposta que o Epifania Ritmus oferece como atração neste 22º Festival de Inverno de Jaú. O tema "MOVA-SE", inspirado no lema do Rei Julian do filme Madagascar, “I like to move it”, que quer dizer, eu me remexo muito, envolve um festival de dança num encontro de vários estilos e ritmos dançados numa noite de descontração e estilo: tango, clássico, moderno, dança do ventre, afro entre outros é a proposta da noite.

São vários grupos da cidade de Jaú que estão integrando esse festival, entre eles: A.A. Palmeiras, Sesi Jaú, Studio de Dança Exupéry, Ballet Mariaska, Circênico, Grupo Fenix, Suard Batselva, alunos dança de salão Prefeitura e Epifania Ritmus. O convite se estende a todas as idades. Eu me remexo muito. Você remexe muito.

O grupo de dança Epifania Ritmus teve seu início em setembro de 2007, porém, ainda não contando com esse nome, apenas um grupo de amigos que se juntaram para dançar num evento. No próximo ano, repetiu-se o evento e em novembro de 2008 o grupo foi convidado a integrar a ONG CULTURAL EPIFANIA. No ano de 2009 o grupo começou a se chamar EPIFANIA RITMUS.

O EPIFANIA RITMUS possui em seu elenco cinco integrantes fixos além de vários outros amigos que só vêm a acrescentar os espetáculos. São eles: Andréia Pires, Daniara Sacchardo, Marcos Piola, Michelle Monte e Milena Nardy. Também conta com o apoio da amiga e coreógrafa Daniela Ribeiro.

São esses que hoje vêm representando o grupo nos mais variados eventos dentro e fora da cidade de Jaú.
Neste pouco tempo, o EPIFANIA RITMUS já conquistou respeito e reconhecimento da cidade, já que conta com um repertório com vários ritmos e sempre é convidado a integrar festivais de dança e eventos variados na cidade.

Desde 2012 o grupo EPIFANIA RITMUS, dirigiu um evento chamado “RITMUS QUE DANÇAMOS”, e neste ano (2013) está organizando um novo evento, nos mesmos moldes, chamado “MOVA-SE”. Também integra o espetáculo “O ABRE ALAS”, revivendo as marchinhas, que também faz parte das atrações desse 22º Festival de Inverno. O Espetáculo "O ABRE ALAS" será no dia 26, também no Teatror Elza Muneratto.

 

19 de julho - Sexta-feira

Exposição: Santos de Casa

Local: Galeria de Artes  - Horário: 9h.

Sinopse: Um conjunto de olhares, próximos e distantes, sobre as imagens da cidade de Jaú, com a finalidade de revelar aspectos variados, evocar lembranças e difundir o patrimônio histórico e ambiental da “Terra Roxa”. Esta é a proposta da exposição “Santos de Casa”, que será inaugurada nesta sexta, dia 19 de julho, 9h, na Galeria de Arte Dr. Henrique Pacheco de Almeida Prado.

A mostra, que fica em cartaz até 3 de agosto, contará com de obras do acervo da Secretaria de Cultura, Esportes e Turismo que remetem a olhares sobre nossa cidade em suas aspectos ao logo da sua história.  Pinturas e fotografias que documentam a trajetória histórica de Jaú, no decorrer do século XIX e nas primeiras décadas do século XX. Muitos dos quadros expostos foram vencedores do Salão Municipal de Artes Plásticas, evento que a atual gestão quer restabelecer ao longo dos próximos anos.

Longe de qualquer aspecto saudosista, a exposição em questão pretende apenas contribuir, de forma pontual, com a preservação da memória da cidade. E os trabalhos podem ser vistos de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h. A entrada é gratuita.

 

Violão em Concerto - Edson Lopez

Local: Cinema - Horário: 19h30

Sinopse: O violonista erudito Edson Lopes se apresenta nesta sexta-feira no Cinema Municipal Claudomiro Celulari, em concerto que terá início às 19h30. A entrada é gratuita. O repertório para o show será variado para violão erudito, peças originais para violão e outras transcrições. Edson Lopes é formado pelo Conservatório de Tatui e vem para Jaú em parceria com Estevão Devides dentro do projeto que foi aprovado pelo programa estadual de financiamento cultural Proac ICMS.

 

20 de julho - Sábado

Masterclass de Violão - Edson Lopez

Local: Cinema - Horário: 9h

Sinopse: O violonista erudito Edson Lopes comanda aula máster de violão clássico neste sábado no Cinema Municipal Claudomiro Celulari, com início marcado para as 9h. A entrada é gratuita. Edson Lopes é formado pelo Conservatório de Tatui e vem para Jaú em parceria com Estevão Devides dentro do projeto que foi aprovado pelo programa estadual de financiamento cultural Proac ICMS.

O Masterclass é destinado a violonistas da cidade e para o público que aprecia violão erudito. O evento cumpre um importante papel formador sendo de grande importância para área musical na cidade.

 

Sábado na Praça - Amanda Araujo e Denis Sartorato interpretam Cartola

Local: Praça da República - Horário: 10h

Sinopse: Com a formação de voz e violão, o espetáculo Amanda Gonsales e Denis Sartorato interpretam Cartola, foi idealizado em junho de 2012, com o intuito de levar ao público em geral, a obra de um sambista que foi referência musical no século XX devido à beleza de sua obra, que emociona qualquer público, e a sua complexidade, que valoriza a Música Brasileira, proporcionando assim um resgate histórico - cultural e um enriquecimento artístico às plateias.

Ficha técnica:

 

Voz: Amanda Gonsales

Violão e arranjos: Denis Sartorato

Duração do espetáculo: 50 minutos

Gênero: Samba

Classificação indicativa: Livre para todos os públicos

Tema: Composições de Cartola

 

Encontro de Motos

Local: Aero Clube - Horário: 12h às 1h (sábado) e 12h às 18h (domingo)

Sinopse: Guardiões Originários Moto Clube organiza a 3ª edição do Jahu Moto Rock nos 20 e 21 de julho no Aero Clube. O evento conta com nove bandas de rock se apresentando, expositores de materiais para motocicletas, camping, café da manhã, troféu para moto clube, praça de alimentação e sorteio de brindes.

Estarão se apresentando no evento as bandas Rock Apache, Frank Sonata, Red Night, Nirvana Cover, Gang Bang, Lady Jane, Plano Z, Rossis e Set One. Por iniciativa da organização será adotada a Campanha Nacional: Zoeira To Fora! O evento tem por finalidade promover a fraternidade entre os clubes de motociclista e divulgar a cultura e o ambiente dos mesmos.

ENTRADA: R$ 5,00 + 1 kg de alimento ou R$ 8,00

 

 

Mágico Rudy

Local: Distrito de Potunduva - Horário: 19h30

Sinopse: A Mágica: É a clássica arte de iludir os sentidos humanos através de recursos simples como uma esfera, um baralho, uma caixa, etc. Os típicos efeitos onde um pombo surge de um lenço ou onde a carta escolhida é adivinhada pelo mágico. O objetivo da arte da mágica é apenas entretenimento. O Ilusionismo é uma especialização da arte mágica. É uma arte que exige não apenas conhecimentos técnicos de mágica, mas também outros inúmeros conhecimentos que a tornam encantadora e completa. Em seu espetáculo, o Mágico Rudy pretende encantar a todos os presentes com a simplicidade da mágica e a arte da ilusão.

 

 

Teatro “A Marionete” Missão Urbana - Geração Calebe

Local: Distrito de Potunduva - Horário: 20h.

Sinopse: O Grupo Missão Urbana - Geração Calebe é um ministério (ONG) formado por uma Cia. de Artes - teatro, dança, desenho, música, recreação e outros - e um projeto social - "Mãos na Rua". Tem por objetivo fazer com que as pessoas tenham uma vida melhor através de Jesus. Seguindo a linha de teatro gospel a peça “A Marionete” além de fazer importantes reflexões sobre a vida e a morte, permite ir além do simples prazer de se assistir teatro, pretendo levar o espectador a uma interiorização das ideias propostas.

 

Orquestra Sinfônica Jovens de Poá

Local: Teatro - Horário: 20h30

Sinopse: A Orquestra Sinfônica Jovem de Poá se apresentará no dia 20 de julho no Teatro Municipal Elza Muneratto. A Orquestra é regida pelo maestro Sérgio Fontana, que contou que o grupo já fez várias apresentações neste ano, incluindo importantes eventos do calendário festivo do estado de São Paulo. Sérgio Fontana, é formado em Licenciatura em Música pela Universidade Tricordiana de Três Corações, e estudou ainda na Universidade Livre de Música.

A Orquestra Sinfônica Jovem da Estância Hidromineral de Poá iniciou sua trajetória no dia 1° de maio de 2009. A oficina de música da orquestra começou a oferecer cursos de iniciação musical e instrumentação, colhendo muitos frutos desta iniciativa, proporcionando às crianças, jovens e adultos uma oportunidade de conhecer o universo musical.

 

Museu do Rock - Fita Cassete

Local: Museu - Horário: 22h.

Sinopse: Banda Jauense formada no final de 2012 por grandes amigos amantes do velho rock´n roll e do bom blues, tem a proposta de misturar o rock com o ritman blues, além de produzir versões de sucessos do rock nacional no formato rock/blues.

Inspirada em nomes como Blues Etílicos e principalmente em Nasi e os Irmãos do Blues a banda dá um toque especial em suas versões com seu naipe de metais juntamente com a gaita.

O repertório é composto por nomes como Camisa de Vênus, Blues Etílicos, Nasi e os Irmãos do Blues, Rita Lee, Roberto Carlos, Celso Blues Boy, Raul Seixas entre outros.

A banda procura estar sempre perto do Rock´n Roll em sua essência, acrescentando pequenas doses de blues e a inspiração de cada integrante da banda. Esta é a Banda Fita K7.

Marcelo - Guitarra e voz

João - Gaita e Trompete

Evandro - Guitarra e voz

Thirty - Baixo

Marcos - Sax

Marquinho - Trombone

Tude - Bateria

Edinho - Percussão

 

21 de julho - Domingo

Encontro de Motos

Local: Aero Clube - Horário: 12h

Sinopse: (acima)

 

“Eles Chegaram” - Circênico

Local: Pouso Alegre - Horário: 16h

Sinopse: Os palhaços Bonifácio e Penélope acordam e dão início a sua rotina doméstica, misturando os afazeres diários com números circenses e quadros cômicos. Fernando Milani, ator e palhaço, possui formação circense em malabarismo, pirofagia, perna de pau, monociclo, trapézio e acrobacias. É presidente, diretor artístico e responsável pelas áreas de teatro e circo do Instituto Circênico de Promoção Cultural e Artística.

 

A.M.E. (Ami

Seja o primeiro a comentar esta notícia

Prefeitura Municipal de Jahu - Rua Paissandu, 444 - Centro - CEP: 17201-900 - Telefone: (14) 3602-1777

© Todos os direitos reservados - Prefeitura Municipal de Jahu | BiG DESiGNER